Anguere: Uma chacina contra a hipocrisia humana

Créditos: Jhonatan Henrique

Victor Hugo Cavalcante: Primeiramente agradecemos por nos conceder esta entrevista e gostaria de começar com a seguinte pergunta: Da onde veio o nome da banda Anguere?

Anguere: Victor Hugo, agradecemos pelo seu tempo e pela oportunidade dessa entrevista, esse seu trabalho é muito importante pra que os leitores nos conheçam melhor! Bom ANGUERE é baseado em uma parte da espiritualidade de algumas tribos indígenas de nosso país, ANGUERE representa, segundo o dialeto indígena, um espirito que não saiu do plano terrestre e fica a perturbar e atormentar toda a tribo deixando assim a mesma em desgraça!

Lendo sobre esse tema um dos integrantes da banda na época nos mostrou essa passagem e nos identificamos com a característica de perturbar e atormentar essa sociedade hipócrita e mesquinha que vemos hoje.

Victor Hugo Cavalcante: A banda foi fornada no final de 2008 em Rio Claro-SP, como surgiu a ideia da criação da banda e como os integrantes se conheceram?

Cara, todos os integrantes da banda são apaixonados pelo som, musica pesada, e sempre que havia um show ou uma banda tocando estamos lá para prestigiar, foi aí que nos conhecemos e as ideias deram certas e resolvemos deixar aparecer nosso proposito e acrescentar no underground.

Victor Hugo Cavalcante: Quais as músicas da banda que cada integrante se identifica e por quê?

Bom cara é difícil dizer um som que a gente se identifique! Por que cada som é uma fase diferente e foi feito de uma forma diferente, estávamos com dificuldades diferentes, então dizer assim ou apontar o dedo para um som seria meio errado da nossa parte!

Podemos dizer que nesse momento Chacina e um som novo que por já estar no pente para ser lançado e também por já ter um novo integrante na banda talvez esteja nos animando mais nesse momento.

Victor Hugo Cavalcante: Em meio ao projeto dos álbuns foram lançados também quatro vídeos oficiais, primeiro foi Corrupção FDP em 2015, Estado de Choque em 2016, N.O.I.A. em 2017 e recentemente Chacina. Sendo que os vídeos Corrupção FDP eEstado de Choque ganharam proporções mundiais, eles foram publicados pelo canal mais importante de seu segmento oHardcore World Wide. Afinal o que diferencia além da letra os vídeos oficiais antigos do lançamento Chacina?

Então Vitão! Chacina já é um som voltado mais para coisas sanguinárias que vemos nas ruas onde moramos, nos bairro e noticiários! Cara a linha é a mesma, estamos retratando o que a sociedade passa e às vezes até mesmo de uma forma despercebida! Então não vemos muita diferença, o que podemos citar é a maneira que as coisas estão tomando rumo, a forma em que estamos trabalhando e a experiência que vem crescendo a todo o momento!

Victor Hugo Cavalcante: A banda ANGUERE tem dois álbuns lançados, seu primeiro álbum intitulado ANGUERE lançado em 2009 e o segundo intitulado CHOQUE em 2015. Além desses dois álbuns contam também com dois EP, HCRC que foi lançado em 2014 e o CADEIA em 2017. Conte-nos como rolou a oportunidade de lançar estes trabalhos.

Na verdade mano, acho que toda banda de som autoral tem o sonho de gravar um disco e distribuir para todo mundo, porém essa tarefa é muito difícil devido à situação financeira da banda, então a fita de poder lançar esses álbuns e EP?s vem nada mais que da força de vontade da própria banda juntando com alguns recursos financeiros arrecadados em shows e mete a cara para fazer o sonho acontecer, disciplina, estudo e vontade de transformar sonho em realidade. 

Victor Hugo Cavalcante: Quais as principais influências musicais da banda?

Mano essa pergunta é muito foda, porque cada integrante gosta de uma coisa diferente que às vezes não nos combinamos nas ideias, porem a sintonia é muito forte a isso acaba que ajudando! Podemos dizer algumas clássicas aqui como Sepultura, Metallica, Korn, Worst, Rage Against the Machine, enfim é bem variado o gosto dos integrantes. E não posso esquecer que também escutamos muita banda Underground que é foda no cenário!

Victor Hugo Cavalcante: O que nunca pode faltar nas letras das músicas da banda? E o que nunca pode faltar num show da Anguere?

O que não pode faltar nas letras é a verdade que ninguém quer escutar!

Já ouviu algumas pessoas dizendo que tal banda só arruma treta? (Risos) É por que os caras falam a verdade e a verdade machuca muita gente!

Então nossas letras sempre terão esse ar de ataque e revolta indignação e sede de justiça! Já no show é a galera curtindo da forma que gosta, respeito e muito Thrash Hardcore.

Victor Hugo Cavalcante: Além de atuarem nacionalmente vocês também fizeram no ano de 2017 um tour por países como Equador, Peru e Bolívia, como surgiu esta oportunidade e o que os gringos acharam do show e da banda?

Cara, oportunidade não surge do nada né! Isso foi muito trabalho dedicação e emprenho de cada integrante da banda, isso foi o ANGUERE mandando material para alguns produtores e sendo profissional na caminhada.

Os gringos piram em banda brasileira! Eles são muito foda, fomos tratados muito bem, todos cumpriram com o combinado, foi um tour perfeito e cheio de som pesado!

Victor Hugo Cavalcante: O que os integrantes costumam fazer para relaxar horas antes de um show acontecer?

Na verdade NADA, não fazemos nada, gostamos da adrenalina e quanto mais estralado a gente subir melhor é a performance! Espero que você possa nos ver um dia ao vivo, você vai ver quanta adrenalina ficamos antes durante e depois dos shows. Isso é METAL.

Victor Hugo Cavalcante: Qual foi o show mais inesquecível que vocês jpa fizeram?

Teve bastante, podemos dizer alguns como em nossa cidade, teve também no Equador, no Peru, a galera vibrando e reconhecendo nosso trabalho.

Teve também shows que tocamos ao lado de grandes músicos reconhecidos no mundo! Isso não tem preço, só satisfação e orgulho da caminhada.

Victor Hugo Cavalcante: Chacina é a previa do novo trabalho que vem por ai, afinal o que vocês podem adiantar para nós sobre esta novidade?

Bom Vitão, Chacina está ai para a galera ouvir e ver nosso trabalho, na verdade era pra ser uma prévia, porem tivemos uma saída na banda que foi o baterista! Então agora já acertamos nosso novo batera e já estamos no pente para lançar uma nova musica para a estreia dele na banda! Ainda não revelamos quem é, pois estamos esperando para fazer uma divulgação com um trabalho dele já na banda!

Então o que podemos dizer é que um novo álbum esta vindo aí e vou deixar vocês curiosos em não responder com detalhes essa pergunta. Porém prometemos que vem porrada por ai!