No balanço do samba com Bruna Barros

Créditos: Deyse Krieger

Victor Hugo Cavalcante: Primeiramente agradecemos por nos conceder esta entrevista e gostaria de começar com a seguinte pergunta: Como surgiu a relação canto e Bruna Barros?

Bruna Barros: Cresci em meio a dois "cantores", meu pai e minha mãe... (Risos) A música meio que entrou de forma orgânica.

Victor Hugo Cavalcante: Quais suas principais influências musicais? E no que eles te influenciam?

Não sei exatamente te dizer como influenciam, mas amo Elton Jonh, Jorge Ben Jor, Madonna, Queen, Marisa Monte, Tom Jobim e João Gilberto, e não posso deixar de citar que amo a Elis Regina também.

Victor Hugo Cavalcante: Recentemente você apresentou seu show Sambalanço no charmoso Flutuante Rio ás margens da mureta da Urca, o que o público achou do show?

Já é a terceira vez que me apresento no local, acho que gostaram e acho que foi sucesso, pois lotei por três vezes o local. (Risos)

Victor Hugo Cavalcante: A mistura de ritmos é sua marca carimbada, porque você decidiu pelas misturas dos ritmos como principal identidade?

Na verdade o Sambalanço é algo que já existia, e eu apenas misturo vários ritmos, mas com a mesma identidade.

Victor Hugo Cavalcante: Sob a direção musical de Mario Coutinho, o show Sambalanço, teve a participação de Marcos Melo (bandolim). Como surgiu este convite?

Foi bem engraçado, estava em busca de um novo grupo, já que meu guitarrista Matheus Sneider estava indo estudar na Alemanha, dai o acaso aconteceu, uma grande historia que daria um livro. (Risos)

Victor Hugo Cavalcante: O show Sambalanço teve como repertório, canções de grandes sucessos como A Estrada, do Cidade Negra, Chove Chuva, do Jorge Ben, Sinais de Fogo, da Preta Gil, além de músicas inéditas como o hit Não me chame de galinha e Sambalanço. Como foi para você interpretar os grandes sucessos dos cantores mencionados?

Está sendo demais e a aceitação do público surpreendente. O diretor Mario Coutinho fez um trabalho impecável e acho que nossa parceria é realmente especial!

Victor Hugo Cavalcante: Quais os cantores que não podem deixar de ser interpretados em seus shows? E por quê?

Na minha opinião, Jorge Ben Jor é o único que não pode faltar ele representa muito bem o Sambalanço.

Victor Hugo Cavalcante: Se pudesse cantar uma música ou participar de um show com algum cantor que você idolatra quem seria o escolhido e por quê?

Jorge bem Jor, eu amo ele e acho que ele iria me adorar! (Risos)

Victor Hugo Cavalcante: Quais suas principais influências para escrever a letra de uma música? 

Eu ainda não gravei nada escrito por mim, ainda,  Marcos Melo é um grande compositor quem sabe um dia não fazemos isto juntos.

Victor Hugo Cavalcante: Se pudesse escolher uma musica de sua autoria como preferida qual seria e porque desta escolha?

Falsa consideração. Eu amo e acho que me identifico com a letra.

Victor Hugo Cavalcante: Quais as próximas novidades que os fãs podem esperar neste segundo semestre de 2019?

Tantas novidades, entre elas o lançamento de 02 clipes, o da Galinha de Neves Blue e o Sambalanço que está sendo patrocinado pela bebida Your Sin.