Fórum IBEX 2018 recebeu mais de 180 pessoas para falar sobre Lifelong Learning e novas perspectivas para o futuro

Créditos: Divulgação

A 2ª edição do Fórum IBEX 2018, evento anual promovido pelo Grupo Bridge, empresa de soluções em desenvolvimento humano, com o apoio da Epson do Brasil, aconteceu no último dia 23 de outubro, em São Paulo, no Rooftop 5 - Instituto Tomie Othake. Foram mais de 180 pessoas de diversas empresas como Natura, Braskem, BP, Bosch, Bradesco, entre outras. Também marcaram presença no evento representantes de ONG's, universidades, escolas técnicas e federais. O IBEX 2018 teve como temática o Lifelong Learning - O futuro do aprendizado e crescimento para a vida.

O Fórum IBEX 2018 teve início com a exposição visual Inspirações para o Futuro, que trouxe interações visuais, em formato de exposição digital multimídia, estimulando reflexões em 7 diferentes temas relacionados ao futuro. Na sequência, Celso Braga, sócio-diretor do Grupo Bridge, ministrou palestra sobre o tema central Lifelong Learning e Future Learning: Aprendendo para Ser, que foi reflexiva desde o seu início ao expor o sentimento de vergonha que o ser humano tem pelo "não sei".

"A beleza está naquilo que não sabemos, se observarmos as crianças, notamos que as mesmas não têm barreiras no momento de compartilhar e aprender, e este, pode ser o melhor caminho para um rico aprendizado", explica Braga.

Roda de conversa destaca a valorização humana

O evento prosseguiu com especialistas de diferentes áreas se reunindo para discutir o tema Lifelong Learning nas esferas educacional, corporativa e social. Para Heloisa Morel, diretora do Instituto Península, o professor tem um olhar de compromisso com o desenvolvimento do país "Aprender não se restringe à sala de aula. Evoluímos ao descobrir e aprender constantemente. Desenvolver nossas habilidades socioemocionais é extremamente importante, já que nos prepara para os desafios que enfrentamos todos os dias no trabalho, nas nossas relações com outras pessoas e até mesmo com nossas próprias emoções e pensamentos. No Instituto Península, trabalhamos com foco nos professores para que eles continuem se desenvolvendo, sempre, pois são eles que passam esse aprendizado para as próximas gerações. Trazer este tema para o centro do debate é fundamental para mostrar como o Lifelong Learning está presente nos mais diferentes segmentos, seja na educação, no mundo corporativo ou na vida", disse Heloisa.

Ricardo Glass, co-presidente do conselho do sistema B e fundador da Okena, também integrou a roda de conversa destacando como as lideranças não estão preparadas para mudanças de paradigmas. "Os colaboradores desejam um ambiente colaborativo, mas não assumem o protagonismo. Acho que construir uma cultura humanizada só é possível com pessoas que estejam buscando autoconhecimento. E isso não é culpa só das lideranças. As lideranças são fundamentais e devem ser o exemplo, estar a serviço do seu time, mas, o time tem que estar pronto para assumir o compromisso", ressalta Glass.

A roda de conversa foi conduzida por Sergio Cruz, sócio-diretor do Grupo Bridge, e contou também com as presenças de Mariana Kuzuyabu, editora da Revista Ensino Superior, e Drª. Regina Araki, diretora de regulatórios da Bayer.

A roda de conversa se tornou participativa quando não se restringiu apenas aos palestrantes convidados, na sequência, o público foi convidado a se reunir em pequenos grupos para enriquecer o diálogo iniciado pelos especialistas, e estes, circularam nas rodas para ouvir e interagir com os grupos ali formados.

Após intervalo, mais uma surpresa estava reservada, uma sessão de mentoria intitulada Hands-On. Todos foram convidados a colocar a "mão na massa". Novamente, grupos foram formados e todos convidados a montar um projeto com foco, impacto desejado, ações possíveis, insights e escolhas de ações, obstáculos, tempo, estágios e investimento. Cada um dissertou para o próprio grupo seu projeto e na sequência um único projeto foi destacado para ser revelado e amplamente discutido. Após a apresentação, o público recebeu ainda um convite para discutir individualmente seus projetos com os especialistas do Grupo Bridge no decorrer das próximas semanas.

Lançamento do livro digital Lifelong Learning - Aprender para a Vida

Ainda no evento, Celso Braga lançou o livro Lifelong Learning - Aprender para a Vida. A obra está dividida em 4 tópicos: 

  • Por que Lifelong Learning?
  • Contextualizando o Brasil; 
  • Parte II - Aspectos pragmáticos; 
  • Parte III - Moldando nossa Transformação. 

O livro detalha desde o conceito de Lifelong Learning, em seu surgimento na Europa, à forma que o Brasil trata o tema, até a abordagem dos aspectos pragmáticos na Parte II, onde são explorados responsabilidade em processos de aprendizagem, aprendizagem coletiva e o detalhamento dos desafios do que pode ser feito para que Lifelong Learning faça mais parte do nosso dia-a-dia. Já na parte III do livro: Moldando nossa Transformação, Celso Braga aprofunda seus conhecimentos pessoais e profissionais para trazer à tona a discussão sobre os principais requisitos a serem considerados na transformação pelo Lifelong learning, como a interdependência, a liberdade e o emprego criativo dos poderes humanos. "Não sobrevivemos sozinhos, precisamos do outro para a construção e co-criação", ressalta o autor.

O livro de 52 páginas é digital e pode ser baixado nas versões para Desktop e Mobile (Android e IOS).

Celso é Psicólogo e Mestre em Educação, pós-graduado em Psicodrama Sócio Educacional pela ABPS. É qualificado como professor supervisor pela FEBRAP, fundador e diretor do Grupo Bridge. O executivo acumula 25 anos de experiência em desenvolvimento humano e projetos de conexões educacionais e inovação. Palestrante internacional com atuação em conferências e universidades, é realizador do evento IBEX (Innovation Bridge Experience) e autor de livros como A Jornada Ôntica - Uma perspectiva sustentável para o mundo através das organizações, 2013; Educação para excelência, 2014; O Hólon da liderança - Um novo jeito para liderar, 2015; Inovação: diálogos sobre a prática, 2016; Inovação: diálogos sobre colaboração produtiva, 2017 e A Magia dos Sentimentos, 2018.

Com 22 anos de atuação, o Grupo Bridge é uma empresa de soluções em desenvolvimento humano, que atua fortemente na prestação de serviços de consultoria para empresas de diferentes segmentos utilizando metodologia autoral pautada por três principais autores: Jacob Levy Moreno, Paulo Freire e Humberto Maturana. Fruto de uma parceria entre Celso Braga e Sérgio Cruz, ambos psicólogos e especialistas no comportamento humano, o Grupo Bridge apresenta como principal atuação o desenvolvimento de lideranças, das relações entre as pessoas e da cultura das organizações. Em 2018, a empresa reposicionou o seu negócio através de quatro submarcas: Bridge (consultoria para empresas, que existe desde 1995), X.Five (desenvolvimento de pessoas), Bridge 36,5° (responsabilidade social), e IBEX- Innovation Bridge Experience (experiências, eventos e publicações de inovação).

A organização conta com mais de 30 colaboradores e atende empresas como Bradesco, Bosch, Bayer, Cielo, Epson, Hospital Beneficência Portuguesa, Cinemark, Arcor, Pfizer, entre outras.