Rio Preto ganha novos roteiros de Educação Ambiental

Créditos: SMCS de Rio Preto

A Educação Ambiental é fundamental para que as crianças se tornem adultos mais conscientes em relação ao meio ambiente, além de ajudar os já adultos a terem hábitos mais sustentáveis. De olho nisso, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Urbanismo ampliou para três, o número de roteiros ambientais educativos do município.

Roteiros ambientais

Além do Zoológico Municipal, que inclui o Centro de Educação Ambiental (CEA), agora estudantes do ensino fundamental, médio, superior, além de turmas de instituições e grupos podem fazer visitas monitoradas no Viveiro Municipal e Represa Municipal.

Um dos focos principais é atender aos alunos de ensino fundamental da rede municipal de ensino, cumprindo assim com planos de aulas práticas de educação ambiental. Os roteiros são um sucesso e vivem com agenda cheia.

Represa

A visita à Represa Municipal abrange a área do lago 2 onde se concentra a maior variedade de espécies de fauna e flora, atrativos turísticos e de lazer e também a recém-descoberta e recuperada Nascente Modelo.

Os visitantes são acompanhados de um monitor que durante a caminhada vai mostrando a diversidade da vegetação, plantas ornamentais e arbóreas, evidenciando as diferentes formas cores e cheiros. "O trabalho é realizado sempre realçando a importância a preservação e do equilíbrio ambiental que são necessários para a sobrevivência da vegetação. Pelo trajeto os alunos podem avistas a fauna do local, como as capivaras e aves, além dos insetos", explica o administrador da Represa, Washington Carvalho.

Chegando nas margens da nascente, os visitantes recebem uma aula sobre o recurso hídrico, abordando começo e o fim do curso da água, a infiltração no solo e acumulação no lençol freático. "Falamos aos alunos sobre a importância da nascente para abastecimento de córregos e rios, suas influências no meio urbano e prática para recuperar e preservar estes locais", completa Carvalho.

Zoológico

No Zoológico Municipal, como explica o biólogo Samuel Villanova além do tradicional percurso ecológico, em que os monitores propiciam o contato com a

natureza, por meio dos diferentes animais, suas espécies, hábitos, risco de extinção, alimentação, os cuidados que recebem; as visitas poderão ser agendadas de acordo com temáticas específicas. Podem ser escolhidos temas como proteção e tráfico de animais; compostagem, resíduos e hortas medicinais; e reflorestamento e extinção de espécies. 

Esses temas serão desenvolvidos no Centro de Educação Ambiental (CEA). Os objetivos são colaborar na construção de uma socialização das experiências inovadoras em Educação Ambiental das escolas da rede municipal; incentivar a curiosidade e o conhecimento dos alunos em relação ao mundo e a natureza e fomentar a relação entre teorias e práticas ambientais.

Viveiro Municipal

A visita monitorada ao Viveiro Municipal tem como objetivo propiciar o contato com a natureza por meio das plantas e suas diversidades de formas, cores e aromas, como explica o engenheiro agrônomo e responsável pelo local, Otton Arruda. "A colabora na construção de uma socialização das experiências inovadoras em educação ambiental das escolas da rede municipal; incentivando a curiosidade e o conhecimento dos alunos em relação ao mundo e à natureza e ainda fomenta a relação entre teorias e práticas ambientais", completa Arruda.

A visita monitorada foi planejada de forma a tornar o passeio instrutivo e agradável, abordando conceitos ecológicos da diversidade e da produção vegetal em etapas. A visita começa no Jardim Sensorial, onde existe uma grande diversidade de plantas ornamentais. Os monitores explicam o funcionamento do processo de confecção e doação de mudas. Ainda no local é apresentada aos visitantes uma composteira doméstica e seus benefícios. No setor de produção eles aprendem o modo de plantar as sementes em tubetes e a escolha do substrato utilizado e depois passam para outros setores onde é apresentado o segundo procedimento, no qual as mudas, já plantadas em tubetes, chegam a medida de serem plantadas nos balaios. Eles também conhecem as plantas em diferentes estágios de desenvolvimento e como cuidar delas para propiciar o crescimento ideal. 

Os visitantes também conhecem outros setores como o de plantas ornamentais, as mudas para arborização urbana e as árvores nativas e por fim, conhecem o setor onde é realizada a distribuição das mudas aos munícipes. As visitas aos locais devem ser agendadas pelos e-mails: agendazoo@riopreto.sp.gov.br (Zoológico e CEA); viveiro@riopreto.sp.gov.br (Viveiro) e smaurb.represa@riopreto.sp.gov.br (Represa).