Os bastidores da Produção: Um olhar técnico frente aos eventos

Créditos: Cedida pela entrevistada

Victor Hugo Cavalcante: Primeiramente muito obrigado por nos conceder esta entrevista e gostaria de começar perguntando: Muitas vezes os bastidores do evento, quase ficam por trás das câmeras, e quando são mostrados, aparecem em gravações de Making Of. Afinal como surgiu esta ideia de tornar os bastidores de produção de eventos o personagem central desta vez?

Dani Martins: Eu que agradeço o convite e a parceria na divulgação do documentário. Boa observação a sua quanto aos Making Of, eu sou fissurada neles, quantas vezes comprei DVD's e só assistia essa parte. (Risos) Mas a minha ideia, além-lógico, pela paixão pelos bastidores, é mostrar de fato como trabalha um produtor, há cinco anos eu ministro cursos e rodo com alguns palestrantes da área por todo o Brasil, e é incrível ver a ilusão das pessoas com a nossa profissão, achando que é de boa trabalhar com "festinha", e cada vez mais tenho a intenção de profissionalizar o mercado, uma vez que tem muito amador na área ainda.

Victor Hugo Cavalcante: Os desafios por trás da realização de um evento é o tema do documentário intitulado: Os Bastidores da Produção. Afinal sem dar spoiler, mas quais seriam os principais desafios que produtores de evento passam até o fim do evento?

Realmente se deixar eu conto tudo e estrago a surpresa, (Risos) mas depende do evento, cada um deles tem uma surpresinha diferente, que é o que dá aquele friozinho na barriga, aquele medo que de não vai conseguir entregar a tempo, ou que vai faltar alguma coisa, e no fim dá tudo certo! Tem que assistir mesmo pra conferir!

Victor Hugo Cavalcante: Na nossa matéria de divulgação sobre o lançamento do documentário você afirmou que será mostrado ao longo de cada capítulo o dia a dia do produtor nos mais variados tipos de eventos, desde os corporativos e sociais a shows. As gravações foram realizadas com um cinegrafista que a acompanhava em todas as etapas do seu trabalho, em diversos eventos que produziu ao longo de 2017, conte-nos mais sobre a rotina de gravação. Quando e como foi que ela começou e terminou?

Fiz na verdade em apenas dois eventos por enquanto, mas para este ano já tenho programado mais gravações para os demais capítulos. O Fernando Sanini, o cinegrafista e diretor do documentário, me acompanhou em um show que será o primeiro capitulo, e também saiu de casa comigo e acompanhou a montagem e todo o desenrolar de um evento social, tadinho, andou horrores atrás de mim, nos vídeos vocês verão.

Victor Hugo Cavalcante: Particularmente falando como foi fazer esta transição de pessoa por trás dos bastidores para personagem central da história?

Na verdade nunca gostei desse trem de aparecer não, falo que só fui trabalhar com produção porque não sei cantar, nem dançar e muito menos tocar nada. (risos) Por mais que eu faça palestras e de cursos e agora com o documentário eu nunca tive postura ou encarnei alguém que agora está à frente, sempre estarei no backstage!

Victor Hugo Cavalcante: O doc será lançado oficialmente no dia 2 de maio no Google Campus, o que o público pode esperar da estreia do primeiro capítulo do documentário-série?

Vai rolar um bate papo bem bacana, as edições estão sendo finalizadas essa semana, mas posso adiantar que está ficando animal, ele irá ao ar no Youtube no dia seguinte ao lançamento oficial no Google, e estará disponível para os assinantes do meu canal que aliás é um canal já de 2 anos onde posto diversas dicas sobre a área de eventos, por ali também é possível ver o meu amadurecimento diante as câmeras, me divirto vendo os mais antigos. (Risos)

Victor Hugo Cavalcante: Quantos capítulos o documentário tem? Porque você decidiu gravar um documentário-série, ao invés de um documentário no formato mais padrão?

Por enquanto somente dois, mas a ideia é gravar pelo menos mais três ainda este ano. E ficou um documentário série porque não vai ter fim, enquanto eu estiver trabalhando com eventos quero gravar e compartilhar isso com a galera que curte meu trabalho e que quer trabalhar com eventos.

Victor Hugo Cavalcante: Além deste trabalho audiovisual, você pretende ou tem algum outro trabalho que divulgue o trabalho e dia a dia de uma produtora de eventos? Pretende algum dia fazer algo para divulgar ainda mais este tipo de trabalho?

Ainda não pensei, tenho um curso online sobre gestão de casas noturnas e talvez grave um de produção, muita gente me pede isso, a galera de longe que não consegue vir até SP nos meus cursos presenciais, porém eu gosto tanto do olho no olho, que tenho certa dificuldade em gravar cursos online, mas estou amadurecendo a ideia sim, quem sabe até o final do ano saia algo.

Victor Hugo Cavalcante: Você realiza uma mentoria de eventos, onde dá ao "mentorando" (aluno), o direcionamento de sua carreira ou negócio. E possui um projeto chamado Procura-se anjos, de voluntariado em eventos e inserção ao mercado de trabalho. Para você enquanto produtora qual a importância de ensinar o teórico e a prática do trabalho de produção de eventos? Conte-nos mais sobre como funciona o projeto Procura-se anjos.

Acho fundamental passar meu conhecimento pra quem está começando ou querendo entrar na área, até porque não quero ficar velhinha encarando madrugadas e carregando cadeiras. A ideia com as mentorias e com o projeto do Procura-se anjos, é realmente formar boas equipes, ter uma galera capacitada e poder ter staff pra atender os mais diversos eventos. Muita gente fala que sou louca de compartilhar o que sei, que estou colocando concorrentes no mercado, eu não penso assim, penso que quanto mais gente profissional e competente tiver no mercado, cada vez mais nossa profissão será valorizada. Chega de chamar o primo desocupado pra fazer um bico e fazer de qualquer jeito.

Victor Hugo Cavalcante: O doc conta com produção independente, produzido e dirigido por Fernando Sanini, da Mídia Maker, como rolou o contato para a Mídia Maker realizar este trabalho?

O Fer tornou-se um grande parceiro. Ele foi indicado por um grande amigo o Leo Lima, da Blix Midia, que produzia meus vídeos no inicio do canal, e que me abandonou e foi morar em Londres, (Risos) mas ele me deixou em ótimas mãos, o Fer é impecável em tudo que faz, e vocês verão toda sua competência no documentário.

Victor Hugo Cavalcante: Como surgiu a oportunidade de lançar o primeiro capítulo de 30 minutos no Google Campus? Os outros capítulos já têm data e local de lançamento? Se sim, quais as datas e os locais?

Eu achei que ele teria 30 min, mas por fim nas edições finais que estamos fazendo agora, ele esta com um pouco mais de 15 minutos, mas muito bacana, direto e objetivo. Eu faria esse lançamento essa semana em Campinas mesmo, mas no meio do caminho Papai do Céu colocou a Marcely Souza na minha vida, hoje ela é minha assistente e foi minha aluna de mentoria, e ela que conseguiu contato com o Google e armou tudo. Estou muito feliz. As inscrições estão esgotadas, estamos fazendo uma lista de espera caso haja alguma desistência. O segundo capitulo será lançado em Salvador no dia 28/maio juntamente com um curso com duração de 2 horas onde darei um giro de 360 graus por todas as etapas de um evento.

Victor Hugo Cavalcante: Quantos capítulos o doc terão no total? Qual serão os focos de cada capítulo?

Por enquanto somente dois, mas a ideia é gravar pelo menos mais três ainda este ano como já afirmei. O próximo já tem data e evento marcado para ser gravado, será em SP no Centro de Convenções Frei Caneca durante a montagem de um evento, neste o assunto será a montagem de um evento, os próximos ainda não sei... 

Victor Hugo Cavalcante: Após os eventos de lançamento do documentário série, onde poderão ser vistos, ou revistos, os capítulos de Os Bastidores da Produção?

No canal do Youtube do portal de treinamentos (somente para inscritos).