Entrefolk com Cultura Metal

Créditos: José Antunes Jr. (Facebook)

Há um ano José Antunes dos Santos Júnior fundava o Cultura Metal, um canal para os amantes do Metal e suas várias vertentes. E hoje ele nos conta um pouco sobre seu canal, sobre música e muito mais confira.

Victor Hugo Cavalcante: Primeiro é um prazer poder recebê-lo em nosso site, e gostaria de começar perguntando: Como surgiu a ideia de criar o Cultura Metal?

Cultura Metal: A ideia surgiu quando eu participava de um grupo no Facebook de colecionadores, neste grupo os membros postavam vídeos de seus CDs comprados e de suas coleções, eu sempre fazia vídeos com os CDs que eu havia comprado e diversos membros sugeriram que eu criasse um canal e seguindo este incentivo criei o canal.

Hoje em dia o canal está mais abrangente temos entrevistas, quadro de aquisições da minha coleção, resenha de CDs, DVDs e livros e às vezes debato sozinho inúmeros temas ligados ao metal e suas vertentes.

Victor Hugo Cavalcante: Quais foram as entrevistas mais fodas que você já fez e por quê?

Todas as entrevistas foram bacanas, mas a que mais gostei foi com o Marcelo Pompeu do Korzus, Danilo Coimbra da Malefactor e Laurens Bakker baterista do Picture simplesmente porque sou fã e amo estas bandas Korzus, Picture e Malefactor, portanto a sensação foi diferente quando realizei estas entrevistas.

Victor Hugo Cavalcante: Se pudesse entrevistar alguma banda de metal qual seria o seu sonho realizado?

Vamos sonhar alto Steve Harris do Iron Maiden e Tony Iommi do Black Sabbath.

Victor Hugo Cavalcante: Você já entrevistou ou pretende algum dia entrevistar por live uma banda gringa?

Já entrevistamos o Laurens Bakker baterista do Picture e virão novas entrevistas com bandas gringas. Live seria difícil porque quero que os inscritos compreendam as entrevistas e a imposição de legendas na Live fica bastante complicada.

Victor Hugo Cavalcante: Para você quais bandas independentes e autorais que vale a pena um apreciador do bom e velho metal acompanhar e por quê?

Existem inúmeras bandas muito interessantes aqui no Brasil que merecem ser ouvidas, fazendo uma pequena digressão o fã de Rock e Metal na Argentina idolatra suas bandas lota estádios, compra os produtos da banda, aqui no Brasil dificilmente um festival que tenha somente bandas brasileiras lotará um Pacaembu, um Maracanã etc. Na Argentina isto é comum com festivais somente com bandas de lá.

Citaria o Malefactor que faz um Black Metal que mistura o Heavy Metal tradicional e a banda faz um som fantástico, o Silver Mamoth mistura Hard Rock/Classic Rock com blues com muita perfeição, o Hibria do sul faz um Power Metal excelente e muito bem trampado, o projeto Souslpell é magnifico, o Patrulha do Espaço faz um Hard Rock excepcional, tem uma banda no Maranhão chamada Purpura Ink que faz um trabalho muito bom também, enfim graças a DIO o Brasil está muito bem representado.

Victor Hugo Cavalcante: Falando agora sobre trabalhos autorais, para você quais álbuns/CDs, EPs e etc. que valem a pena um apreciador metaleiro ouvir e por quê?

Vou citar os clássicos enumerando os subgêneros:

Doom Metal: Candlemass - Eppicus Doomicus Metallicus;

Heavy Metal Tradicional: Iron Maiden - The Number of the Beast;

Thrash Metal: Slayer - Reign in Blood;

Death Metal: Qualquer um da banda Death;

Black Metal: Behemoth The Satanist;

NWOBHM: Tigers of Pan Thang - Wild Cat;

Hard Rock: Don Dokken - Up from the Ashes;

Rock Progressivo: Pink Floyd - The Dark side of the Moon.

Victor Hugo Cavalcante: Em alguns vídeos você apresentou algumas dicas literárias que retratam um pouco mais do universo musical do Rock Metal, quais são os seus livros de cabeceira com esta temática?

Barulho Infernal - A História Definitiva do Heavy Metal, Heavy Metal a história completa (Ian Christie), Iron Man - Minha Jornada com o Black Sabbath, Led Zeppelin - Quando os gigantes andavam sobre a terra.

Comprei mas ainda não li a biografia do Dio (Ronnie James Dio: A história de um ícone do Heavy Metal) que saiu aqui pela editora Estética Torta e o livro Korzus: Guerreiros do Metal estes dois livros acho que quando ler eu vou gostar muito.

Victor Hugo Cavalcante: Para vocês existe alguma fórmula mágica para se criar bons vídeos e boas perguntas para entrevistas com bandas do Heavy Metal? Por quê?

O canal cresceu muito depois que os vídeos passaram a ser editados por meu amigo e colaborador Felipe Riot então acho que uma boa edição ajuda muito, mas o mais importante é o conteúdo, eu procuro sempre abordar as bandas sem adjetivações excessivas como inúmeros canais fazem tipo:

"Esta banda é muito foda, este CD é do cara... Este é um puta disco", navego de forma contrária tentando abordar aspectos técnicos tipo: este CD é bom porque a produção é boa, o guitarrista tem licks interessantes, a linha de baixo é fantástica, acho que isto cria um diferencial dos inúmeros outros canais, o mais importante em toda e qualquer área é a paixão pelo que você faz e sou um apaixonado por música e, sobretudo o Metal este é o primeiro passo para um bom vídeo, porque honestamente não ganho um tostão com o Canal, faço tudo por amor mesmo.

Victor Hugo Cavalcante: Conte-nos o que podemos esperar para os próximos trabalhos.

Estão marcadas novas e formidáveis entrevistas, estou aproveitando a quarentena que os artistas estão com tempo para realizar o maior número de entrevistas possíveis, quando a situação normalizar ocorrerão novas coberturas de shows, no dia 29 deste mês o canal fará uma live dentro de um estúdio com duas bandas: Coldre e Eyes of Volture para captarmos doação para o asilo de minha cidade, minha cabeça borbulha com novas ideias (Risos).

Obrigado pelo espaço cedido e sucesso pra vocês, hoje e sempre unidos pelo Metal.