Diokane é a representante do Brasil em coletânea internacional Volumen II

Créditos: Divulgação

A banda Diokane (Porto Alegre/RS) é a única representante do Brasil na recém-lançada coletânea Volumen II. O quarteto gaúcho participa com a faixa The Light That Makes Us Blind, que faz parte do EP This Is Hell We Shall Believe (2018).

A compilação é uma iniciativa do selo argentino Lucifer Discos para levar entretenimento durante a quarentena desencadeada pelo coronavírus.

Sobre a Diokane

A Diokane, assim como a expressão em italiano (diocane) que deu origem ao nome da banda, é raiva canalizada em forma de som.

É expressão ruidosa que surge do descontrole. É insulto barulhento para maldizer desafetos e, ao mesmo tempo, amenizar a ira que consome como sarna a carcaça de qualquer pobre bicho caminhando sobre a Terra.

É soltar os cachorros para que eles sejam livres e donos de si. Para que uivem e confraternizem com a matilha. É o Cão que late para perturbar seu santo sossego.

A banda lançou no fim de 2018 o primeiro EP intitulado This Is Hell We Shall Believe. São cinco faixas e mais uma intro que têm como base o hardcore, mas que passeiam pelo death, thrash, grind, black metal e punk rock.

A mistura sonora ganha o ouvinte pela naturalidade com que é costurada durante os pouco mais de 10 minutos do registro. A produção, simples, mas eficiente, feita pela própria banda e por Stenio Zanona (do TungStudio, onde as faixas foram gravadas), ajuda a destacar a força das composições.

O trabalho saiu em CD e também está disponível nas principais plataformas de música.

A arte da capa é do tatuador e atual guitarrista do grupo Rafael Giovanoli.

Agrupada desde 2016, a Diokane faz um cruzamento de referências do punk/hardcore e do metal que desobedece a classificações tradicionais de música pesada.

É cria sem raça definida de gente que curte Napalm Death, Ratos de Porão, Circle Jerks, Snot, Rotting Christ, Ramones, Strife, Motörhead, Converge, Sepultura, Sarcófago, The Stooges e Racionais MC's.

A formação atual é: Duduh Rutkowski (baixo), Gabriel 'Kverna' Mota (bateria), Homero Pivotto Jr. (voz) e Rafael Giovanoli (guitarra).