Bebidas Alcoólicas e a Low-Carb

Créditos: Divulgação

Falar de álcool e inseri-lo no contexto de um estilo de vida saudável como é a low carb, pode não fazer nenhum sentido, mas a verdade é que o consumo de álcool, ou seja, uma taça de vinho para um jantar especial, um champagne para comemorar e até mesmo um drink numa happy hour depois de um dia estressante, faz parte da vida das pessoas comuns e, portanto, temos que falar a respeito.

O álcool tem calorias e o corpo precisa metaboliza-lo, ou seja, queimar estas calorias depois de consumi-las. O álcool não se transforma em gordura e o corpo ao metaboliza-lo, para de queimar os demais nutrientes, para lidar com o álcool. Assim sendo, estes outros nutrientes tem grandes chances de virarem gordura corporal explica a Dra. Bruna Marisa, médica endocrinologista, especialista em emagrecimento, defensora e amante da low carb e autora do E Book Guia de Emagrecimento Definitivo e Duradouro.

Dito isso, devemos admitir que consumir bebidas de maneira ocasional e responsável não vai impedir que os seus resultados de apareçam. Assim sendo, o ideal é optarmos pelas bebidas com o mínimo de carboidratos possível.

Vamos então a elas:

Cervejas

Definitivamente a cerveja, também chamada de "o pão líquido", não se encaixa de forma alguma na dieta low carb porque ela é riquíssima em carboidratos. Qualquer uma delas, inclusive a puro malte, que nada mais é do que um cereal germinado (geralmente cevada ou trigo), rico em carboidratos.

Vinhos

Como temos vários tipos / classificações de vinhos, devemos dizer que os vinhos secos apresentam no máximo quatro gramas de carboidratos a cada litro, ou seja: são realmente pobres em carboidratos, portanto se encaixam muito bem na estratégia low carb.

Já os vinhos meio secos possuem algo entre 4 e 25 gramas de carboidratos por litro  e temos os vinhos suaves que possuem 25 gramas ou mais de carboidratos por litro, e, portanto, não entram de maneira alguma em uma dieta low-carb.

Quanto aos espumantes (também derivados da uva), devemos dizer que os classificados "bruts" e os "secos" têm poucos carboidratos, podendo ser consumidos com um pouco mais de moderação.

Já os outros tipos de espumantes realmente têm de ser evitados e também os vinhos suaves.

Destilados

Os Destilados (vodka, whisky, gin, tequila, bourbon, cachaça, conhaque, rum, bagaço, entre outros) entram na dieta low-carb, eles têm praticamente zero carbo. E se misturarmos com outras opções low carb, temos então drinks low carb.

O problema dos destilados é que em sua composição eles apresentam no mínimo 37% de álcool e cada grama de álcool apresenta em média 07kcal e mesmo em uma dieta low carb, as calorias importam, então, mesmo que não tenham carboidratos, os destilados  precisam ser consumidos com muita moderação.

Em resumo é isso. A low carb é um estilo de vida, e como tal, claro que podemos consumir nossa bebida, seja para comemorações, para um happy hour com amigos ou em um jantar especial.

O importante é sempre manter o foco, conhecer cada alimento e saber como ele reage no seu corpo!

E quanto ao vinho... Um cálice por dia é indicado até mesmo pelos cardiologistas!

Boa sorte e beba com moderação!

Sobre a autora

Dra. Bruna Marisa Soares é especialista em Clínica Médica, pós graduada e membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia; Especialista em Emagrecimento; Pós Graduada em Medicina Ortomolecular e possui cursos de Medicina Esportiva, onde atua.

Ela também é Médica do Complexo Hospitalar São Francisco e da Santa Casa De Misericórdia de BH.