Inscrições para o Programa Meu Primeiro Emprego em Tecnologia vão até o fim de janeiro

Créditos: ASSESPRO-PR

Estão abertas até dia 31 de janeiro as inscrições para jovens de 16 a 22 anos que queiram participar do programa Meu Primeiro Emprego em Tecnologia, iniciativa idealizada pela Prefeitura Municipal de Curitiba em parceria com a ASSESPRO-PR.

Serão oferecidas 1.500 vagas para capacitação em tecnologia, um dos setores mais emergentes no momento. Além disso, o programa servirá como um link entre os alunos e empresas, facilitando a inserção dos estudantes no mercado de trabalho.

Para o presidente da ASSESPRO-PR, Adriano Krzyuy, o programa vai ao encontro da nova tendência de mercado, visto o crescente número de procura por cursos na área da computação.

Em recente pesquisa realizada pela entidade e a UFPR, foi constatado um aumento de 48% na oferta de vagas para formação em TI. E ainda: uma pesquisa realizada com usuários do Linkedin mostrou que 7 das 10 profissões mais procuradas atualmente são na área de tecnologia.

"A chave do sucesso desse programa é a parceria entre o governo, as instituições de ensino e as empresas, pois além da capacitação, também é oferecida a oportunidade. O objetivo do programa é concretizar contratações", reforça Adriano Kryzuy.

Estima-se que existam 6.000 vagas em tecnologia abertas em Curitiba esperando por profissionais qualificados.

"A sociedade tem buscado soluções para a questão do emprego e observamos que existem muitas vagas disponíveis em TI que não são preenchidas por falta de capacitação. Este programa vem para ajudar a suprir essa demanda", afirma Cris Alessi, presidente da Agência Curitiba.

O Meu Primeiro Emprego em Tecnologia será dividido em duas etapas. A primeira etapa ocorre no mês de fevereiro e serão tratados temas como assuntos comportamentais no ambiente corporativo e aulas de lógica, que é base para qualquer linguagem de programação.

Também ocorrerão workshops com várias empresas de tecnologias que abordarão diversos temas relacionados ao dia a dia em empresas.

Ao final da primeira etapa, os alunos serão submetidos à um exame e aqueles que atingirem nota 7 serão habilitados para a segunda fase do programa, que ocorrerá de março a junho. Nas aulas serão abordados elementos da computação básica e linguagens de programação.

As aulas serão ministradas em 10 regionais espalhadas pela cidade de Curitiba e os professores virão dos Liceus de ensino. Como um dos objetivos do programa é a inserção de jovens no mercado de trabalho, os cursos serão oferecidos nos três turnos, manhã, tarde e noite.

Os alunos devem estar cursando o ensino médio ou apresentarem diploma de conclusão do segundo grau.

O cadastramento para as pessoas que queiram ingressar nos cursos, assim como para as empresas que busquem receber esses futuros profissionais está sendo realizada online.

"Esse programa é um primeiro alicerce de um portal que tem como objetivo transformar Curitiba como a cidade dos empregos do futuro", afirmou o prefeito Rafael Greca durante o lançamento do programa, realizado no dia 15 de janeiro.