A música conecta o mundo com Rotaract Play The Music

Créditos: Divulgação

Victor Hugo Cavalcante: Primeiramente muito obrigado por nos conceder esta entrevista e gostaria de começar perguntando: Como surgiu a ideia deste projeto? Ele tem a ver com o lema rotário O Rotary Conecta o Mundo proposto na próxima gestão?

Rotaract Club de Taquaritinga: O Clube é quem agradece a oportunidade e atenção. A ideia do projeto surgiu de alguns sócios em um momento de companheirismo onde se conversava sobre música e por incrível que pareça a ideia foi ganhando forma antes do lema da gestão 2019/2020 ser anunciado.

Victor Hugo Cavalcante: O Rotaract Club de Taquaritinga convidou alguns clubes de diferentes países para que escolhessem músicas que representassem seus países e assim divulgar a cultura e a música, para que mais pessoas escutem diferentes ritmos e estilos musicais, o resultado é o projeto Rotaract Play The Music. Afinal para vocês do clube como este projeto pode unir o mundo culturalmente falando através da arte musical? Quais foram os países que contribuíram com o projeto até agora?

A música é uma das expressões artísticas mais antigas no mundo, muitos estilos musicais nasceram da junção de dois povos ou vários, ela sempre uniu as pessoas, e sempre influenciou gerações e poder tentar fazer com que as pessoas possam escutar musicas que dificilmente tocariam nas grades mídias e com isso aproximar a pessoa de uma cultura diferente e enriquecedora através da música é uma experiência maravilhosa. Estão participando do projeto até o momento nove clubes de diferentes países, que são Angola, Canadá, Haiti, México, Peru, Bolívia, Brasil, Itália e Índia.

Victor Hugo Cavalcante: Qual é a visão de vocês da importância de projetos como este que visa interligar ainda mais diferentes países por meio da música?

Acreditamos que a maior importância é cultural, é ter esse intercâmbio cultural através de uma arte apreciada por todos.

Victor Hugo Cavalcante: Como é para vocês a experiência de ouvir o que outros rotaractianos ao redor do mundo gosta de ouvir?

Escutar músicas em estilos, ritmos e línguas diferentes, é uma sensação incrível, pois são belíssimas canções, cada uma com sua particularidade, cada uma com seu charme, cada uma com sua história.

Victor Hugo Cavalcante: Como vocês conseguiram contatos dos rotaractianos do exterior?

Como o projeto foi e está sendo realizado, entre os meses de fevereiro e junho de 2019, os sócios do clube aproveitaram a semana mundial do Rotaract para fazer novas amizades e estreitar laços com rotaractianos do mundo todo, e com isso explicar para os companheiros o projeto e perguntar se gostariam de fazer parte, por sorte a maioria que foi convidada gostaram da ideia e toparam fazer parte do projeto.

Victor Hugo Cavalcante: Falando do Rotaract/Rotary como este projeto pode ajudar mais na conexão entre os diversos clubes rotarianos do mundo?

Acreditamos que esse projeto pode inspirar (e agora usando o lema da gestão 2018/2019) outros clubes a buscar parcerias, a conhecer e respeitar a cultura de outros países e clubes, gerando essa conexão entre os clubes.