A arte como âmago de Rafa Guttierrez

Créditos: Gustavo Prado

Victor Hugo Cavalcante: Primeiramente muito obrigado por nos conceder esta entrevista e gostaria de começar com a seguinte pergunta: Como começou sua relação com a música? E com a arte?

Rafa Guttierrez: Muito obrigada pelo carinho com o meu trabalho. Comecei a carreira como dançarina de alguns programas de TV, conheci a "cantoria" com 14 anos por acaso, quando entrei num curso de teatro musical e um dos "testes" era cantar uma música.

Assim o fiz, e foi um espanto para todos ao redor, pois eu era afinada. Detalhe que eu nunca soube disso. (Risos) Foi quando me foi lançado um desafio com uma música de um musical da Broadway dificílima e eu consegui dar meu melhor a ponto de ser convidada pro meu primeiro musical profissional... Depois disso, graças a Deus me aperfeiçoei e ganhei muitos personagens como presentes.

Victor Hugo Cavalcante: Você começou no meio artístico como dançarina aos 06 anos, e atriz aos 07, afinal o quanto começar a fazer arte desde novinha te influenciou a seguir esta carreira de artista multifacetada?

Acho que está no meu sangue, embora ninguém da minha família seja da área.. Eu sinto que nasci pra isso!

Victor Hugo Cavalcante: Você já passou por diversos programas de TV como Raul Gil, Gente Inocente, especiais de fim de ano da Rede Globo, entre outros, como foi poder participar de grandes programas da TV brasileira?

Foi uma experiência incrível! Eu era reconhecida na rua, acredita? (Risos)

Foram épocas muito marcantes, onde todos participei como dançarina. Minha vontade é de voltar como cantora em alguns e quem sabe como atriz da casa né?!

Victor Hugo Cavalcante: A coreografia é um passo importante para quem deseja ser cantor, mas o quanto ser atriz te ajudou nesta caminhada de sucesso como cantora?

Acho que ser atriz me faz uma pessoa mais desinibida. É um diferencial. Eu me divirto em show fazendo encenações, por exemplo, e o público costuma adorar!

Victor Hugo Cavalcante: Quais seus cantores prediletos e que te influenciam? Se fosse possível cantar ao lado de um deles quais seriam suas preferências?

Olha, uma mulher que me inspiro absurdamente é a Ivete Sangalo. Eu tenho até um show tributo a ela. Eu AMO o jeito dela, as músicas, como conquistou o MUNDO cantando apenas musicas brasileiras... Isso me faz querer chegar pelo menos aos pés dela. (Risos) Imagine eu lotando o Maracanã?! UM ARRASO!

Já como cantor masculino, eu sou SUPER FÃ do Jorge Vercillo. Ou seja, cantaria ao lado da Ivete com Jorge (Risos).

Victor Hugo Cavalcante: Qual sua dica para quem deseja virar cantor?

A dica antes de qualquer coisa é ter certeza que quer viver dessa arte, pois é muito difícil.

Mas quando você AMA o que faz nada te impede de continuar tentando. Então tenha FOCO, e muita vontade!

Victor Hugo Cavalcante: Fale-nos sobre seu ultimo trabalho musical lançado. Teremos alguma outra novidade em breve?

Meu último trabalho lançado foi um EP chamado Âmago. Que inclusive está em todas as plataformas digitais (Entre eles o Itunes e o Spotify). OUÇAM! É um EP de MPB/POP com musicas extremamente especiais.

Novidades pra esse ano é também o lançamento de um novo EP, mas com um gênero musical diferente... Que aí vou deixar surpresa. (Risos)

Só me acompanhar no Facebook, no Youtube e no meu Instagram.

Lá vocês saberão de todas as novidades e claro, o Folk estará comigo sempre lado a lado.