BlogaWeb: Uma Rede Social feito por blogueiro para blogueiros

Créditos: Divulgação

Victor Hugo Cavalcante: Primeiramente muito obrigado por nos conceder esta entrevista e gostaria de começar perguntando: Como surgiu sua visão inovadora de realizar uma rede social que unisse os blogueiros para trocas de contatos e links?

Roberto Camilotti: Surgiu de uma necessidade pessoal e de uma vontade de ter uma rede social só para os blogueiros nos quais interagia pelo Facebook. A necessidade diz respeito ao próprio Facebook que cada vez mais vem dificultando a publicação diária de interações nos grupos que participo. Sem exagero, já tive que trocar de senha várias vezes por ter tido minha conta bloqueada. Talvez seja porque minhas interações sempre têm muitos participantes, então, invariavelmente o sistema as considera como spam. Na BlogaWeb não terei esse problema. (Risos) Adoro interagir nos grupos online porque sinto que sou útil.

Victor Hugo Cavalcante: Uma das curiosidades da plataforma BlogaWeb é justamente a missão e o foco dela em ajudar blogueiros a entrar em contato com possíveis parceiros, numa postagem em seu blog você explicou que é blogueiro há quase cinco anos e sabe o quanto é difícil se destacar na blogosfera, afinal, para você enquanto blogueiro, como estas e outras redes sociais com este intuito podem ajudar nesta missão?

Acredito que é um ótimo começo e é essencial na medida em que empodera o blogueiro e a blogueira pela informação, pela troca de dicas e experiências. Cada diálogo, por mais informal que seja, traz alguma informação e informação é poder.

Creio que, para um blog, um bom conteúdo por si só não basta, o blogueiro precisa visto para se destacar, se expor mais entre os seus pares blogueiros e assim criar um público leitor. A rede BlogaWeb tem esse intuito unir e reunir blogueiros. Estou focado nisso pelo menos. (Risos)

Victor Hugo Cavalcante: Além de estar logado no BlogaWeb quais dicas você daria para quem deseja participar do universo da blogosfera? Por quê?

Interaja, interaja e interaja. Não espere que os leitores apareçam no seu blog do nada. Vá atrás deles em grupos. No começo, tinha o pensamento mágico de que os leitores apareciam em meu blog do nada. Era muito ingênuo, quase tolinho. (Risos)

Como respondi anteriormente, um bom conteúdo por si só não basta. Afinal, numa matéria em um site que li certo tempo atrás, aponta que são quase cinco milhões de blogs só no Brasil, ou seja, não tem leitores suficientes para todos eles juntos. Então, se destacarão aqueles blogueiros que se mostrarem e que forem construindo um público leitor.

Victor Hugo Cavalcante: Você acha que compensa para os blogueiros estarem logados em mais de uma rede social? Por quê?

Se compensa ou não, vai muito do que quer o blogueiro, da vontade dele em conquistar mais leitores. Acho que é muito pessoal. Se o blogueiro achar que não precisa de mais leitores para seu blog certamente não compensa nenhum pouco, afinal, os blogueiros, antes de tudo, também são leitores de blogs.

Victor Hugo Cavalcante: Toda rede social tem um diferencial, para você enquanto criador da BlogaWeb qual é a importância do diferencial desta rede social?

Pergunta difícil para uma rede social que não tem nem um mês de vida. Diria que é a vontade de interagir e de promover mais a comunicação entre os blogueiros. Acho que não cheguei nem a um por cento do potencial da rede, mas o que me anima é que os resultados estão vindos com certa rapidez. Quando você agrega, tudo flui melhor e os resultados chegam mais rápidos e com mais força. Posso sentir o entusiasmo de cada um dos blogueiros que descobrem a proposta da BlogaWeb ao fazerem o login pela primeira vez na rede. Com muito trabalho e muita obstinação, a rede crescerá muito mais até o final do ano porque eu a penso não de cima para baixo, mas horizontalmente, estimulando um marketing viral espontâneo na medida em que blogueiros vêm convidando espontaneamente mais blogueiros a participarem da rede.

Victor Hugo Cavalcante: Falando um pouco do seu blog chamado Roberto Camilotti: blog de literatura como é que surgiu este blog? Conte-nos mais sobre ele.

Meu blog surgiu de uma paixão: amo criar histórias seja quando escrevo contos, romances ou até mesmo através de poesias. Tenho dezenas de contos e pequenos romances publicados no blog, além de quase duas centenas de poesias. Já tive até um livro publicado por uma pequena editora, mas confesso que minha carreira como escritor convencional não deslanchou, então me encontrei nos blogs. (Risos)

Não tenho feito a menor de questão da burocracia que deve ser publicar um livro por uma editora grande. Cansei do trabalho que nunca tive. (Risos) Ou talvez seja prático demais, quem sabe? O tempo dirá.