Ângela França: Entre a beleza do amor e cores vivas

Créditos: Facebook

Victor Hugo Cavalcante: Primeiramente muito obrigado por nos conceder a entrevista, e gostaria de começar perguntando, qual sua inspiração cotidiana para fazer uma arte tão bela?

Art's França Ateliê: Em primeiro lugar eu que agradeço pela oportunidade de falar sobre meu trabalho; Acho que a inspiração vem do amor que tenho pela vida, pela natureza e toda beleza que elas nos proporcionam.

Victor Hugo Cavalcante: Quando surgiu a ideia de pintar quadros?

Desde criança sempre fui apaixonada por desenhos e pinturas, mas foi em 1998 que me interessei pelas telas ao ver o trabalho de um colega, então comecei a fazer aulas de pintura com uma artista plástica da cidade de Fernandópolis, mas foi por pouco tempo, pois na época era muito difícil pra mim já que não dirigia e dependia de ônibus, só peguei o básico da pintura e comecei a praticar em casa, por isso me considero autodidata.

Victor Hugo Cavalcante: Qual o segredo de fazer quadros tão belos?

Acredito que o maior segredo é o amor que se coloca naquilo que fazemos, e eu sou apaixonada pelo que faço.

Victor Hugo Cavalcante: Você faz entregas por encomenda para fora da cidade? Se sim, qual o preço mínimo dos quadros? Se não, pretende algum dia vender para outras cidades por encomenda?

Sim, já vendi telas para várias cidades tanto aqui na nossa região como para outros estados; o preço varia muito, pois depende do tamanho da tela, como também o grau de dificuldade, existem pinturas mais fáceis outras mais difíceis que exigem um dedicação maior, então o preço depende desses fatores.

Victor Hugo Cavalcante: Qual foi a pintura que você já fez que lhe deu mais trabalho e prazer de vê-la pronta?

Essa é uma pergunta difícil de responder, porque eu não encontro dificuldade em executar minhas pinturas, para mim é um processo de criação maravilhoso, o fato de você estar diante de uma tela branca e transforma-la em uma obra é algo fantástico, cada cor usada, cada pincelada empregada na tela é transformador, à medida que a tela vai se modificando você também se modificando junto com ela e isso simplesmente maravilhoso.

Victor Hugo Cavalcante: Para você enquanto artista plástica, quais os benefícios de mexer com arte da pintura?

A pintura artística ela não é terapia, mas ela se torna terapêutica a partir do momento que nos deixamos envolver por ela, através da pintura damos vazão as nossas questões internas e falamos através das cores e formas aquilo que não conseguimos expressar com palavras, nesse sentido a arte se torna uma ferramenta importante no tratamento da depressão e outros transtornos mentais, podemos pegar como referência o trabalho da doutora Nise da Silveira que foi pioneira no Brasil no uso da pintura e escultura como tratamento para pessoas com transtornos mentais, esses trabalhos estão em exposição no Museu do Inconsciente na cidade do Rio de Janeiro, sendo assim podemos concluir que a arte nós trás grandes benefícios.

Victor Hugo Cavalcante: Você se inspira em algum artista plástico?

Não, me inspiro na natureza e na vida.

Victor Hugo Cavalcante: Quais são seus artistas plásticos favoritos? Algum contemporâneo?

Tenho grande admiração por Vincent Van Gogh, que para mim foi um artista genial bem a frente do seu tempo e por Salvador Dali e suas pinturas surrealistas, na atualidade gosto muito do trabalho de Romero Brito com seu estilo Pop Art e Cubismo.

Victor Hugo Cavalcante: Recentemente você expôs seus quadros na 2ª Noite Cultural de Ouroeste, que aconteceu no Centro Comunitário de Ouroeste. Como foi que surgiu o convite? Quais foram os quadros mais elogiados da exposição? E o que você achou do evento?

O convite surgiu através do organizador do evento que já conhecia o meu trabalho, de modo geral as pessoas gostaram de todos, mas os que chamaram mais atenção foram o de cavalo com paisagem e a mandala; em relação ao evento para mim estava ótimo muito bem organizado, só tenho a agradecer pelo convite.