Inverno: Entre dietas, chás e doces

Créditos: Divulgação

Victor Hugo Cavalcante: Primeiramente muito obrigado por nos conceder esta entrevista e gostaria de começar com a seguinte pergunta: Existe alguma diferença entre fazer dieta no verão (Ou em épocas mais quentes) e fazer dieta em épocas mais frias (como por exemplo o inverno? Por quê?

William Miyata: As pessoas muitas vezes correm atrás do corpo esteticamente magro e bonito em épocas quentes, na qual é mais comum viagens para praias e piscinas. Durante o frio, as pessoas tendem a usar roupas pesadas (escondendo o corpo e diminuindo a preocupação com a gordura em excesso) e ficam mais preguiçosas, perdem qualquer motivação para iniciar algum exercício físico e uma alimentação adequada. Independente da época do ano, devemos manter uma rotina consistente com exercícios físicos e alimentação.

Victor Hugo Cavalcante: Gastronomicamente e nutritivamente falando existe alguma diferença entre a dieta de épocas mais calorentas do que friorenta? Por quê?

A dieta nada mais é do que um planejamento alimentar específico para cada pessoa, de acordo com a rotina, exercícios físicos, saúde/doença, objetivos (seja ele estético, rendimento esportivo e/ou melhora da saúde), preferências alimentares e dentre outros fatores que o nutricionista deve levar em conta durante o planejamento. A época do ano não vai ter tanta importância nesse aspecto. Claro que existem pratos e bebidas que são consumidas com mais frequência em determinadas épocas do ano, variando de região para região, cultura etc. O profissional deve orientar o paciente e o ajudar a encaixar refeições saborosas sem prejudicar os resultados.

Victor Hugo Cavalcante: Neste inverno quais são as dietas mais procuradas para se fazer? E quais são as mais adequadas? Por quê?

Independente da época, a melhor dieta é aquela que trás resultados para a pessoa, que seja de fácil aderência, que forneça todos os nutrientes necessários, que esteja de acordo com a rotina. As pessoas costumam copiar dietas de revistas e internet, o que é um erro imenso. Dietas são específicas para cada pessoa, somos todos indivíduos únicos. Dietas da moda são restritivas e trazem frustrações à longo prazo.

Victor Hugo Cavalcante: É mais fácil alguém que deseja fazer dieta para emagrecer começar em épocas mais propícias ao frio ou ao calor? Por quê?

A pessoa que busca emagrecer, deve começar o quanto antes, independente da época do ano. Através de orientações adequadas por um profissional capacitado, ela deverá por em prática o planejamento proposto e os resultados dependerão muito da força de vontade de cada um. Nenhum nutricionista fará mágicas, a pessoa deverá fazer sua parte. Após ela iniciar seus novos hábitos, ela deverá manter pro resto da vida, pois, após a desistência da dieta e dos exercícios, os resultados irão por água abaixo.

Victor Hugo Cavalcante: Quais as principais dicas para quem deseja se alimentar equilibradamente no inverno? O quanto e o que seria permitido comer quanto as besteiras?

Costumo orientar meus pacientes a darem preferência para os alimentos que eu prescrevo, como: frutas, carnes magras, ovos, leite e derivados, bastante vegetais e reduzir o consumo de açúcares refinados (doces, refrigerantes etc), do álcool, alimentos gordurosos (embutidos, carnes gordas etc) e todos os que não forneçam nutrientes importantes para nós. No momento em que a pessoa possui uma rotina sólida de exercícios e de uma alimentação adequada, é totalmente aceitável encaixar "refeições livres", onde há a possibilidade de comer alimentos saborosos sem culpa, desde que tenha moderação e que seja em momentos específicos.

Victor Hugo Cavalcante: É mais fácil a pessoa sair da dieta nos dias de calor ou de frio? Por quê? E como este abandono da dieta pode ser evitada nas duas épocas?

O ano do brasileiro é recheado de feriados e datas comemorativas, sem contar os finais de semana, onde criou-se um hábito de sair com os amigos para festas/bares para fazer churrasco, comer porções e beber bastante cerveja. É muito comum se alimentar mal, independente se está frio ou calor. Quem busca um objetivo, independente de qual seja ele, deve estar muito focado, ter uma mente preparada, pois qualquer conquista dependerá de cada um de nós e de mais ninguém. A pessoa que se alimenta bem, poderá ter refeições livres, e isso ajuda muito, porque não será uma dieta restritiva, a pessoa pode comer o que quiser, sem prejudicar os resultados, desde que seja de forma correta. Dietas restritivas geram compulsão.

Victor Hugo Cavalcante: Nos dias de inverno se a pessoa quer manter ou perder o peso é recomendável ela ficar tomando apenas chá ou sopa nas noites? Por quê?

A pessoa que deseja emagrecer deve estar gastando mais calorias do que come (balanço calórico negativo, ou déficit calórico). Conseguimos emagrecer mesmo comendo bem à noite (arroz, feijão, carne e salada, por exemplo), desde que a dieta esteja calculada para que isso aconteça. Muitas pessoas tem medo de engordar por comer à noite, isso é um mito. O que engorda é comer mais calorias do que gastamos ao longo de um dia inteiro, por um período prolongado. O horário pouco vai importar. Muitas vezes, por falta de informação adequada, as pessoas substituem refeições sólidas, ricas em nutrientes por shakes, chás e sopas. Em uma dieta mal elaborada, a pessoa pode até perder vários quilos em 1 mês, mas estará com a saúde comprometida, com muita fome, perderá muita água e massa muscular junto, ficando flácida e com fraqueza. Sem contar o risco de recuperar todo esse peso assim que abandonar a dieta.