Para leigos: Aprendendo a arte do empreendedorismo

Créditos:

Victor Hugo Cavalcante: Primeiramente muito obrigado por nos conceder esta entrevista e gostaria de começar perguntando: Durante a escrita do livro você viu seu "Eu" do passado em alguma lição do livro? Quais foram as soluções dos problemas que você encontrou em comum com o que escreveu no livro?

Alice Salvo Sosnowski: Em 2009 comecei um blog chamado O Pulo do Gato onde escrevia sobre os desafios do empreendedorismo. Na época, eu já era uma empreendedora às voltas com assuntos de fluxo de caixa, gestão de contratos e questões jurídicas. Mas, meu instinto jornalístico sempre me fazia questionar: por que existem tantas pessoas querendo empreender seus sonhos e tão poucos casos de sucesso? Foi com este objetivo que iniciei uma jornada investigativa: a de descobrir qual era o segredo de quem havia chegado lá, de quem havia dado o pulo do gato na vida!

Sempre tive muita humildade para aprender com todos, independente da origem, riqueza ou pensamento. A esse conhecimento aprendido se somaram às minhas próprias experiências empreendedoras, bem como métodos e ferramentas que tive a chance de conhecer e testar. E foi toda essa bagagem que transmiti para o livro Empreendedorismo para Leigos, um compilado abrangente sobre os principais conceitos, práticas e reflexões do universo empreendedor.

Victor Hugo Cavalcante: No livro Empreendedorismo para leigos o leitor encontrará o passo a passo para registrar uma empresa, desde a natureza jurídica até como entender todas as categorias que sua empresa se encaixa. Mas, afinal qual a importância que você enquanto especialista em empreendedorismo e criadora da metodologia O Pulo do Gato Empreendedor vê nessas ferramentas que ajudam cada vez mais uma pessoa leiga a ser um empreendedor de sucesso?

O livro pretende ser uma referência sobre empreendedorismo e aborda tanto a teoria quanto a prática. Aqui, o leitor encontrará desde o surgimento do conceito e a história dos empreendedores pioneiros no Brasil e no mundo até as metodologias ágeis difundidas no Vale do Silício que ajudam o empreendedor a planejar e executar seu negócio.

A obra está organizada em seis partes que seguem a lógica do processo empreendedor. São elas: Cultura empreendedora, Comportamento empreendedor, Empreendedorismo em ação, Estruturação e Diferenciais de uma empresa, além da Parte dos Dez que simplifica as mais complexas questões relacionadas ao tema em dicas, filmes, livros, sites, canais inspiradores e ferramentas práticas para o leitor aprender cada vez mais sobre empreendedorismo.

Enfim, a obra é uma referência para quem quer se tornar um empresário ou um intraempreendedor de sucesso. E tem o  objetivo principal de ajudar todos os públicos, independente da idade, da profissão ou interesse.

Victor Hugo Cavalcante: Para você enquanto empreendedora quais os principais passos que um leigo pode seguir afim de começar a entender mais sobre empreendedorismo?

Apesar de acreditar que o empreendedor aprende a empreender enquanto executa seu negócio, penso que é possível sim encontrar alguns atalhos que ajudem nesta jornada. Listo a seguir as três variáveis que considero essenciais no aprendizado do empreendedorismo:

1) HABILIDADES EMPREENDEDORAS

O empreendedorismo é uma excelente ferramenta de transformação pessoal e desperta no indivíduo potencialidades que ele sequer sabia que tinha. Foi ao longo dos anos que percebi que para sobreviver nesse meio precisava desenvolver algumas habilidades indispensáveis como ousadia, autoconfiança e criatividade. Mas foi com as pancadas da vida que me tornei uma pessoa mais resiliente e assertiva. Por isso, acredito que é necessário trabalhar o autoconhecimento continuamente e exercitar as características empreendedoras aprendidas todos os dias.

2) AMBIENTE ESTIMULANTE

O empreendedor é um ser social, produto do meio em que vive. Se uma pessoa vive em um ambiente estimulante, terá motivação para enfrentar a jornada empreendedora. Também percebo que compartilhar é um diferencial neste universo. Dividir experiências de sucesso e fracasso, trocar informações e experiências é uma forma de superar as suas próprias questões.

3) BUSCA POR CONHECIMENTO

Como disse, ninguém  nasce pronto para empreender, mas vai se fazendo ao longo do tempo. São as experiências vividas e a força de vontade para sair da zona de conforto que forjam um empreendedor. E, se antes, estas características eram transmitidas empiricamente, hoje elas estão formalizadas e ensinadas em cursos, livros e filmes. Basta estar disposto a procurar e aprender cada vez mais.

Victor Hugo Cavalcante: A linguagem atual dos cursos ainda são fechados aos profissionais ou tem ocorrido uma abertura ao público leigo e com que frequência?

O contexto empreendedor brasileiro está crescendo rapidamente. Há 13 anos, quando abri minha empresa, não se falava tanto no assunto. Além do Sebrae, que já existem há 40 anos, poucos cursos e informações estavam disponíveis para o empreendedor iniciante.

Hoje já podemos dizer que temos um ecossistema empreendedor bem mais desenvolvido. No entanto, é preciso saber usar e filtrar as informações disponíveis. Junto à facilidade vem a responsabilidade de saber escolher o que serve e o que é inútil.

O empreendedorismo é um universo sem fórmulas e manuais. É preciso saber se guiar, mas tem diversos sites, livros, cursos e eventos como a Virada Empreendedora que ajudam o público leigo a entender mais sobre o tema.

Victor Hugo Cavalcante: Quais são os passo a passo que o leitor leigo aprenderá com seu livro Empreendedorismo para leigos?

A coleção Para Leigos, mundialmente conhecida como For Dummies, tem a missão de transformar o difícil em fácil, permitindo que pessoas em diferentes níveis de aprendizado possam alimentar sua busca pelo progresso pessoal ou profissional.

A obra Empreendedorismo para Leigos foi produzida em uma linguagem simples e didática e é ideal para quem está iniciando no empreendedorismo e precisa ter conhecimentos gerais e específicos sobre o tema. O leitor pode ser tanto aquele indivíduo que acabou de se formar e considera o empreendedorismo uma opção de carreira, como aquele que já aposentou e decidiu empreender para complementar a renda.

É uma obra voltada para quem tem vontade de empreender, mas ainda não conhece muito bem o assunto ou para aquele empresário que precisa de um gás, mas não aguenta ver tanto livros sobre o tema e nenhum didático e simples o suficiente para cativá-lo.

Victor Hugo Cavalcante: A coleção Para Leigos, da editora Alta Books, já é conhecida por transformar temas difíceis em fáceis, ao usar uma linguagem descontraída e acessível, permitindo que pessoas em diferentes níveis de aprendizado possam alimentar sua busca pelo progresso profissional ou pessoal. Conte-nos como surgiu o contato entre você e a editora.

Fui convidada pela editora Alta Books para escrever esse livro de referência visto que já tinha uma ampla experiência no universo empreendedor.

Estou envolvida com esse tema há mais de 12 anos. Comecei na revista PC World escrevendo sobre tecnologia para pequenas e médias empresas. Fiz conteúdo de empreendedorismo para o Portal Brasil, do Governo Federal, e também trabalhos para Editora Abril, Diário do Comércio, Sebrae, Symnetics, Fiesp, Senac, Insper e FGV-SP, Anjos do Brasil, etc.

Já atuei em várias frentes no empreendedorismo tanto como jornalista, como  empresária, consultora, mentora e até jurada em competições de negócios, além de ministrar palestras por todo o país. Para mim, o convite da editora foi um reconhecimento de credibilidade e uma honra sem tamanho.

Victor Hugo Cavalcante: Como dito antes, você é criadora da metodologia O Pulo do Gato Empreendedor, que desenvolve habilidades e atitudes empreendedoras para uma nova era de trabalho, quais os tópicos semelhantes que os alunos da metodologia podem encontrar no livro sobre o que você trata no curso em questão?

A metodologia de educação empreendedora O Pulo do Gato Empreendedor© que desenvolve habilidades e soft skills que apoiam os empreendedores em suas conquistas e  superações se apresenta na forma de SEIS PRINCÍPIOS  fundamentais: Apaixone-se, Faça, Vislumbre, Compartilhe, Persista e Transforme-se.

Tudo começa pelo coração - a PAIXÃO -, que é a motivação interna do empreendedor e que desperta a vontade de realizar algo que faça sentido. Mas este é apenas o primeiro passo. Para continuar esta jornada é preciso VISLUMBRAR, ou seja, visualizar o futuro e definir uma meta clara. Depois, é hora de colocar a mão na massa e FAZER para atingir um objetivo. Em seguida é necessário COMPARTILHAR. No mundo hiperconectado que vivemos hoje, não podemos desprezar o poder das redes e das interações sociais. A jornada empreendedora também é repleta de dificuldades e obstáculos. É quando a PERSISTÊNCIA entra em cena. O empreendedor precisa se manter em pé, enraizado em suas convicções para não sucumbir durante os percalços. E, por fim, a capacidade de TRANSFORMAÇÃO que proporciona ao empreendedor o equilíbrio necessário para transformar o seu negócio e a si mesmo em algo de valor para a sociedade.

Victor Hugo Cavalcante: Explique-no mais sobre a metodologia O Pulo do gato Empreendedor, porque ela tem este nome e como e onde foi criada.

O pulo do gato é uma expressão de origem popular que significa uma ação em que o indivíduo se diferencia e ganha destaque. No mundo dos negócios, é aquele momento em que o empreendedor muda de patamar e cria seu próprio sucesso. Para isso, é preciso ir além, surpreender, ultrapassar limites e deixar um legado.

O que sempre me intrigou é por que algumas pessoas conseguem dar o pulo do gato enquanto outras passam a vida correndo atrás e não conseguem? Foi com este objetivo que iniciei uma jornada para descobrir qual era o segredo de quem havia chegado lá, de quem havia dado o pulo do gato na vida!

Resolvi perguntar diretamente aos realizadores. Pegava os entrevistados literalmente  no pulo, sem tempo de sistematizar ou recusar a proposta (Risos). A maior parte dos depoimentos, gravei com o celular e disponibilizei o material na minha página do YouTube.

Desde 2009, já entrevistei MAIS DE 200 ESPECIALISTAS E EMPREENDEDORES do Brasil, entre eles Flávio Augusto da Silva, Ozires Silva, Rony Meisler, Mário Sérgio Cortella, Marcelo Cherto, Silvio Meira, Ana Fontes, João Kepler, Martha Gabriel, Marcos Pontes, David Barioni e muitos outros que me ajudaram a entender as razões do pulo do gato empreendedor. Além disso, uni estudos de psicologia, coaching, empreendedorismo.

Foram milhares de depoimentos analisados e conceitos compreendidos. Verificando as palavras-chaves, percebi que todas as respostas, por mais diferentes que fossem, tinham os mesmos padrões. E indicavam que, mais importante do que gestão operacional, controle financeiro, domínio da tecnologia, etc, existiam habilidades essenciais que apoiavam os empreendedores em suas conquistas, dificuldades e  superações. Eram princípios fundamentais para qualquer pessoa dar o seu pulo do gato! São eles: Apaixone-se, Faça, Vislumbre, Compartilhe, Persista e Transforme-se.

De cara, percebi o óbvio: depois de revelados, os princípios se mostraram parte de nós mesmos. Não por coincidência, eles se conectam aos sentidos do corpo humano: CORAÇÃO, OLHOS, BOCA, OUVIDOS, MÃOS, PÉS E CABEÇA. Enfim, o pulo do gato está dentro de nós. Todos nós temos as ferramentas para dar o pulo do gato. Basta tomar consciência deste poder interno, descobrir nossas habilidades intrínsecas e praticar, praticar, praticar. E não importa de onde você vem, o que você faz, você precisa apenas se comprometer com alguns princípios fundamentais para dar o SEU pulo do gato e ser agente da sua própria transformação.