A deliciosa e gastronômica aventura do Canal dos Caçadores

Créditos: Divulgação

Em 2016 Paulo Fragoso e Juliana Venancio resolveram assim como os nossos antepassados saírem por aí "caçando" seus alimentos.

Mas, ao contrário dos antigos caçadores que iam atrás de animais silvestres para se alimentar os dois youtubers que recentemente ganharam a placa de um milhão de inscritos vão atrás do que há de melhor na gastronomia de restaurantes, food trucks e etc.

E é claro que eles nos contaram tudo sobre esta aventura chamada Canal dos Caçadores.

Victor Hugo Cavalcante: Primeiro é um prazer poder recebê-los em nosso site, e gostaria de começar perguntando: Como surgiu a ideia de criar o Canal dos Caçadores?

Canal dos Caçadores/Paulo Fragoso: Começamos como Caçadores de Hambúrgueres e criamos o perfil do Instagram no dia 28 de maio de 2016, dia do hambúrguer durante um festival de food trucks.

O canal foi logo depois em 08 de agosto de 2016.

A história por trás do nome é um pouco mais antiga, de 2014.

Da época que fazíamos listas de hamburguerias que queríamos visitar para nossas viagens de férias nos Estados Unidos.

Eram muitas e muitas hamburguerias que a gente ia, uma coisa de louco.

Numa dessas viagens, estávamos na estrada de carro, passando por um parque nacional nos EUA chamado Vale da Morte, que fica em uma região de deserto.

Tínhamos acabado de comer mais um hambúrguer delicioso e estava tendo uma ventania incomum no dia.

Como estávamos em um deserto essa ventania estava fazendo uma tempestade de areia e vimos que a estrada que estávamos seguindo passaria pela tempestade.

Juliana falou, "Nossa! Tá parecendo aqueles caçadores de tornados que passam na televisão.". Foi quando eu respondi: "caçadores de tornado nada, estamos mais para Caçadores de Hambúrgueres.".

Depois disso começamos a nos chamar por esse nome.

Alguns anos depois, começamos a caçar todos os tipos de comida, restaurantes e também viagens.

Tivemos que mudar o nome porque estava limitando a gente comercialmente.

Victor Hugo Cavalcante: Quais foram os vídeos mais incríveis que vocês já fizeram e por quê?

Os que mais gostamos são o do café da manhã do Copacabana Palace, um no primeiro McDonald's do mundo, em outro comemos no Bubba Gump e mostramos diversos lugares do filme que já visitamos.

Tem até mesmo um numa cidade fantasma que pega fogo por debaixo do solo que inspirou o jogo Silent Hill, também gravamos no meio de várias ossadas nas catacumbas de Paris.

Tem muitos outros, é realmente difícil escolher os melhores.

Victor Hugo Cavalcante: E quais foram os locais mais espetaculares que vocês já gravaram?

No quesito restaurantes, adoramos todos os da Chef Heaven Delhaye.

O President do Chef Erick Jacquin do Masterchef também é fantástico.

Já o melhor hambúrgerque já comemos foi no Umami Burger de Los Feliz em Los Angeles.

Engraçado é que o de outras lojas não é grandes coisas, tem que ser especificamente nessa de Los Feliz.

Ela já foi até fechada pela vigilância sanitária de lá, mas o hambúrguer... (Murmura rlembrando o gosto).

Victor Hugo Cavalcante: Quais canais e outras mídias de experiências gastronômicas vocês acompanham e se influenciam?

A inspiração desde o início foi de um programa na TV a cabo que assistimos até hoje chamado Sabores da América.

O nosso formato é diferente, mas veio daí a ideia de gravarmos o que comemos.

Victor Hugo Cavalcante: O que vocês mais gostam e o que não gostam de comer? E como vocês são como cozinheiros amadores?

Minha comida preferida é churrasco e da Juliana medalhão com arroz a piemontese.

Já na cozinha eu não sou muito bom, sirvo pra ajudar e quebrar um galho.

Já a Juliana, cozinha bem pra caramba.

Victor Hugo Cavalcante: Vocês preferem gravar vídeos mais sobre comidas salgadas ou doces? Por quê?

Eu (Paulo) prefiro comidas salgadas, já a Juliana gosta igual de doces e salgados.

Mas na criação de vídeos, pensamos sempre no que os seguidores vão gostar mais.

Victor Hugo Cavalcante: Na pandemia, o canal tem feito análise dos restaurantes via delivery e drive thru do Rio de Janeiro e os dois de forma criativa e divertida mostram cada detalhe das embalagens e a apresentação dos pratos. Para vocês o quanto esta mudança do canal imposta pela pandemia pode ajudar aos comerciantes dos restaurantes, principalmente os não famosos, das comidas gravadas?

Sempre incentivamos muito os pequenos empresários divulgando o trabalho deles.

Na pandemia intensificamos mais ainda isso.

Fizemos diversos vídeos de restaurantes locais que estavam fazendo campanha para não demitir funcionários.

Nós conseguimos sustentar o canal cobrando apenas quando divulgamos empresas enormes, então fazemos questão de ajudar quem depende do comércio local.

Victor Hugo Cavalcante: Para vocês existe alguma fórmula mágica para se criar bons vídeos? Por quê?

A gente sempre se preocupa muito em levar diversão para as pessoas.

Nossos vídeos são muito mais do que simplesmente comer na frente de uma câmera sabe?

Então se tivesse uma fórmula mágica, é levar entretenimento com muita qualidade para os nossos inscritos.

Victor Hugo Cavalcante: Conte-nos o que podemos esperar para os próximos trabalhos além do que já foi comentado nas perguntas acima.

Recebemos nossa placa de um milhão de inscritos recentemente e tem uma surpresa enorme preparada para os seguidores para comemorar ela.

Estamos aos poucos voltando a gravar nos restaurantes e queremos voltar com os vídeos de viagem assim que as coisas voltarem ao normal.

A gente tinha um projeto gigante de irmos para Tóquio no ano passado que infelizmente tivemos que cancelar por causa da pandemia.

Então assim que der, novidades vem por aí.